Agua de Chocalho, Cultura,

Aniversariante do dia, Ilê Aiyê lança campanha para apoio a ações educacionais

Há um ano publicamos aqui na Flor de Dendê uma entrevista com  Antônio Carlos dos Santos Vovô, presidente do Ilê Aiyê. No conteúdo realizado de forma coletiva por todas nós aqui da Flor e que obteve uma ampla repercussão, Vovô explicou a crise financeira que ameaçava os muitos projetos da instituição e que não permitiu a saída do cortejo animado pela Band´Aiyê após duas décadas em que ele foi criado . Hoje, na celebração de aniversário do “mais belo dos belos”, também não haverá o desfile, mas o Ilê Aiyê continua resistindo como lhe é possível, e a crise persiste. Daí que está lançada a campanha Sou Ilê o ano inteiro.

A proposta se destina angariar recursos para regularizar atividades das escolas Mãe Hilda e Band´Erê, que atende diariamente crianças. A Band´Erê, escola de arte-educação, por exemplo, está parada há mais de um ano. Já a escola Mãe Hilda, com um projeto pedagógico de excelência, só pôde funcionar este ano com 50 vagas.

A campanha vai funcionar na plataforma de crowdfunding (financiamento coletivo) Kickante. É só acessar o link clicando aqui para contribuir.  A ação vai durar 60 dias. A meta é arrecadar R$ 30 mil que serão destinados a quitar passivos acumulados pelas escolas e tentar garantir a normalização das atividades em 2018.

Números

A Escola Mãe Hilda foi criada em 1998 e atendeu, até 2016, 240 alunos com idades de 7 a 12 anos. A escola oferece as séries da educação infantil e do ensino fundamental nos turnos matutino e vespertino. Criada em 1992, a Band´Erê atendeu 100 crianças até o ano passado quando as atividades foram suspensas sem previsão de retorno. O projeto oferece educação em linguagens artísticas como percussão, canto, coral e dança, além de cidadania com aulas de história, literatura e saúde.

As duas escolas trabalham com o cumprimento da Lei 11.645/2008 (reformulação da Lei 10.639/2003), que estabelece o ensino de História da África e Cultura Afro-Brasileira e Indígena. Muitos dos integrantes da Band´Aiyè passaram pela Band´Erê.

Solidariedade

 

Esse  pedido de solidariedade do Ilê Aiyê mostra como continua difícil, até mesmo para a pioneira das organizações que entendem cultura como uma forma poderosa de enfrentar o racismo, manter a sustentabilidade. Teses  e críticas ao modelo são muitas, mas não eliminam a questão de que muitas vezes nós, negras e negros, não estamos dispostos a levar esse debate de auto sustentação do Ilê e organizações semelhantes até o limite e mesmo ultrapassá-lo. Somos, em muitas situações, ainda mais rigorosos com as nossas e nossos.

Há muita confusão entre filantropia, prestação de serviço e outras características de grupos em que estão também o Olodum, o Muzenza e tantos outros com as suas características multifacetadas de fazer política de enfrentamento ao racismo mas também se incluir na indústria massacrante e altamente especializada que se tornou o Carnaval de Salvador e atividades que giram em torno dele.

O Ilê sobrevive, fiel à sua história de resistência, mas não é por acaso. Nesta trajetória estão erros, correção de rota, tentativas em busca de saída para as várias crises, mas sobretudo os acertos de mulheres e homens que tornam este sonho possível há 44 anos e que a gente espera que se traduza na multiplicação por sete, um número que aqui aparece como infinito.

Outra tentativa é a realização de shows, como o que vai acontecer no próximo dia 18 no projeto Concha Negra. Criolo, Bando de Teatro Olodum e Daniela Mercury são os convidados.  Uma forma que está ao nosso alcance é prestigiar e comparecer. Vamos lá?

Clique aqui para ver um trecho da entrevista com Vovô que realizamos no ano passado sobre a crise na insituição:

 

 

0
0sem comentários

Escritor

Nasci em Cachoeira no recôncavo; cresci em Iaçu na Chapada Diamantina e há 24 anos vivo em Salvador. Transito, portanto, em três das áreas mais charmosas da Bahia. Sou jornalista, mestra em estudos étnicos e africanos e doutoranda em antropologia.

Deixe uma resposta

Siga @flordedende