Cultura,

Desabafo Social traz MC Soffia e Dream Team do Passinho para Salvador

Como aliar diversão e compromisso social?  Por dois dias, o coletivo Desabafo Social faz isso dando início ao Novembro Negro com a 1ª edição do  projeto ‘Encontros & Africanidades – Cultura e Empoderamento’ que realiza atividades no Pelourinho e no Candeal.
A abertura é hoje, a partir das 19h, com o primeiro show do Dream Team do Passinho(RJ) e da rapper MC Soffia (SP).  A ação tem o propósito de reverter a renda para a criação de uma plataforma de educação à distância pelo coletivo focada em direitos humanos.
Os shows ocorrem no largo Tereza Batista e os ingressos (1º Lote – inteira R$ 40 e meia R$ 20 /2º Lote – inteira R$ 60 e meia R$ 30) podem ser comprados pelo endereço:  https://goo.gl/OuVxmB ou no local do evento, a partir das 17h. A abertura da festa ficará por conta das dj’s Ovelhas Negras.
No segundo dia, a partir das 10h, a entrada é gratuita e é a vez do Candeal ser o cenário da roda de conversa sobre gerações de artVistas com a participação de Lellezinha (vocalista do Dream Team do Passinho), MC Soffia, a compositora e cantora Tássia Reis(SP), a cantora, compositora e historiadora Juliana Ribeiro.
Sem contar a feira com dez afroempreendedores e sarau poético com o microfone aberto com a  poeta, slammer e produtora cultural Mel Duarte(SP) –que lançará o livro ‘Negra Nua Crua’. A programação será encerrada com mais músicas com a DJ Ladyy Brown e a blogger Luma Nascimento que animam a pista com a “Wine a Festa”, na praça do bairro.
africanidades2
“Novembro sempre começa com seminários e discussões que falam sobre avanços e desafios para o movimento negro. E não se consegue comemorar por conta da quantidade de jovens vítimas do genocídio do povo negro. Mas, por outro lado, tem uma juventude que está viva e cheia de boas iniciativas. Já amanhã, o dia é mais de reflexão com a roda de conversa”, explica a idealizadora do Desabafo Social, Monique Evelle, que assina a direção artística do evento com a relações públicas Ítala Herta.
Em todas as atividades, crianças até 11 anos acompanhadas dos pais, não pagam. Assim como os menores de 18 anos devem estar acompanhados dos pais ou responsáveis.
O pop-funk do Dream Team do Passinho já conquistou o público com os hits ‘De Ladin’ e ‘Vai Dar Ruim’. Lellezinha, a vocalista do Dream Team, fez parte da abertura das Olimpíadas 2016 como MC Soffia que em sucessos como ‘Menina Pretinha’, ‘Minha Rapunzel de Dread’ e ‘Brincadeira de Menina’ aborda temas como o racismo e o machismo.
Na mesma linha do Desabafo Social, a educação, os direitos humanos e o empreendedorismo norteiam as intervenções do Encontros & Africanidades que tem o apoio da Secretaria de Políticas para as Mulheres do Estado da Bahia, Fundo de População das Nações Unidas (Unfpa), Unifacs, TV Aratu, Hotel São Salvador, Vojo Brasil e U-Report Brasil.
O Desabafo é uma iniciativa que consiste em oferecer, de forma lúdica, oficinas e debates para crianças e adolescentes sobre direitos humanos, segurança na internet e exploração sexual. O coletivo conta com representação em 13 estados brasileiros.
Veja o projeto Empreender exibido pelo Canal Futura:

2+
0sem comentários

Escritor

Soteropolitana até não poder mais, filha de Oxoguian e chocólatra. De formação, sou jornalista pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e especialista em Jornalismo Contemporâneo.

Deixe uma resposta

Siga @flordedende