Cultura,

Portal dá visibilidade a afrocultura soteropolitana

Foto: Arquivo Pessoal/ Divulgação

Ser uma vitrine para iniciativas realizadas pela população negra baiana ou direcionadas para esse público. É a proposta do SoteroPreta – O Portal AfroCultural de Salvador que entra em funcionamento na segunda-feira,10. O evento irá ocorrer no Centro de Estudos Afro-Orientais, na praça Inocêncio Galvão, 42, largo Dois de Julho, a partir das 18h. É aberto ao público.

O projeto é da jornalista Jamile Menezes que percebeu o crescimento de ações culturais nesse âmbito e, ao mesmo tempo, a ausência de um canal especializado nas demandas de comunicação e fortalecimento dessas produções.”São realizações notórias, cheias de brilho, força e de potencial, que aglutinam dezenas, centenas, em torno de uma consciência racial e pertencimento étnico. No entanto, não tinham um registro jornalístico, desde a notícia prévia à cobertura, apesar de todo potencial enquanto pauta”, conta Jamile.

Áreas como moda, cinema, dança, música, formação, exposição, gastronomia, literatura, cultura digital – em diversas plataformas como artes cênicas, visuais, audiovisuais, plásticas– são alguns dos campos de atuação do SoteroPreta. Sugestões de pauta e colaboração com conteúdo devem ser enviadas para portalsoteropreta@gmail.com.

Mesmo antes de colocar o site no ar, a repercussão já é fato e a página no Facebook já contava com 915 pessoas na manhã deste sábado. “Fiz uma pesquisa antes, que teve 287 respostas, na qual questionei o que as pessoas esperavam encontrar em um portal assim. O que me norteou para achar um formato bacana. Ainda precisa de outras funções, que terá com o tempo, mas a receptividade ao projeto tem sido excelente”.

soteropreta

Outra motivação da editora-chefe do Portal SoteroPreta foi pessoal. “Aliado a isso, tinha saudade de escrever livremente, de contar meu ponto de vista e de relatar histórias, deixado de lado ao longo destes 10 anos de profissão”

A partir do início do funcionamento, a meta é crescer e expandir os serviços. Jamile ainda é a única responsável por gerar os conteúdos e administrar o portal. “Quando você tem uma vontade e uma idéia, abrace e compartilhe com limites. Se dentro deste limite não houver retorno esperado, siga na fé e na coragem. Mas estou em diálogo com algumas pessoas para cuidarem de algumas coisas”.

Afroempreendedores também terão espaço para investir em anúncios de suas marcas, eventos e campanhas. “Temos uma estratégia que denominei de AfroPublicidade. Basta entrar em contato no email contato@portalsoteropreta.com.br, que disponibilizamos o midiakit com valores especiais para este segmento. Investimentos bem modestos comparados ao que está no mercado. E também queremos alcançar aquelas empresas ou marcas de não negros mas que tem serviços, produtos destinados a este público”, explica a idealizadora.

0
0sem comentários

Escritor

Soteropolitana até não poder mais, filha de Oxoguian e chocólatra. De formação, sou jornalista pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e especialista em Jornalismo Contemporâneo.

Deixe uma resposta

Siga @flordedende