Mandacaru,

A união dos sertanejos através da Cavalgada

Foto: Canção Nova

As cavalgadas, consideradas atualmente uma reunião de cunho religioso ou esportivo, sendo um dos patrimônios culturais nordestinos mais conhecidos, surgiu na Europa e África, e serviam para a domesticação dos animais. Embora seja conhecida e relacionada a uma prática regional nordestina, as cavalgadas são realizadas em todo o Brasil.

A maioria das cidades do interior baiano realizam cavalgadas no intuito de reunir os cavaleiros e amazonas em momento de descontração, esportivo ou religioso. Centenas de pessoas participam do momento, além de realizarem festas antes ou depois do passeio.

Tipos de cavalgada

Cavalgada de voltinha: O participante monta só ou acompanhado, saindo e voltando para o mesmo ponto (baia ou fazenda), com um percurso pequeno (máximo de 10 km). Pode ser na cidade ou campo.

Cavalgada de passeio: A mais utilizada no nordeste brasileiro. Consiste em percursos acima de 10 km, envolvendo um grupo de amigos, parentes ou desconhecidos. Pode voltar para o mesmo ponto ou transportar os animais para outra localidade. As distancias podem variar em até 50 km. A maioria acontece em trechos rurais.

Cavalgada extensiva ou de viagem: Evento com as mesmas características de passeio, mas que se estendem por um ou mais dias, existindo pernoites. A estrutura organizacional necessita cuidados maiores para acolher os participantes, atendendo suas necessidades.

De enduro: É considera mais uma competição que uma cavalgada de lazer. A distância pode ser de 40 a 160 km e é elaborada com diversos regulamentos.

Aventurosa ou Cavalgada de aventura: Este tipo de cavalgada consiste em um grupo muito pequeno ou de uma única pessoa. Geralmente são longas, de muitos dias, meses e até anos. Seu planejamento é o mais complexo. Segundo o Guinness Book, a maior cavalgada do mundo a de Zé Reis e seus dois irmãos Pedro e Jorge, foi de 17 mil km em mais de 2 anos, percorrendo o Brasil.

Cavalgada de agência ou agenceio: É a cavalgada de negócio, preparada por empresas nacionais e internacionais, realizada em qualquer parte do mundo. A mais procurada é a do Caminho de Santiago de Compostela, que tem cunho religioso (ou de peregrinação). O trecho envolve os países da França, Espanha e Portugal, calculando cerca de 900km. Esse tipo de cavalgada é realizada por etapas.

Cavalgada de planilha ou planilhada: É distribuída aos participantes uma planilha com trechos previamente determinados e o tempo a ser cumprido. É mais uma espécie de competição com regularidade.

Cavalgada de desfile: Podem ser festivas, religiosas e políticas. Acontecem predominantemente em trechos urbanos sendo feitas em curtas ou moderadas distancias.

A Cavalgada A Sertaneja, acontece no dia 12 de fevereiro de 2017, em Marcionílio Souza

O que levar

Para enfrentar o sol (ou chuva) e duração da cavalgada, as dicas de roupas a serem utilizadas são: calça, botas, camisa de manga leve e capacete (embora a maioria use apenas o chapéu de couro ou palha). O cavalo deve estar em boas condições físicas, o que pode ser percebido pelo andar harmonioso, todo o corpo do animal deve ser musculoso e mostrar grande vivacidade nas mudanças de marcha e direção.

Para arrumar o cavalo, ajuste a sela, verifique o estribo e rédea (estes procedimentos devem ser feitos por pessoas experientes). Além disso, é recomendável que leve água potável e o uso de repelente e protetor solar.

Eventos

Confira agenda do Circuito Baiano de Cavalgadas:

0
0sem comentários

Escritor

Susana Rebouças, 23 anos. Graduada em Comunicação com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal da Bahia. Jornalista da Flor de Dendê.

Deixe uma resposta

Siga @flordedende